Laboratório de Etnobotânica e Botânica Econômica - -

LaboratórioLaboratório de Etnobotânica e Botânica Econômica
Sigla-
InstituiçãoMuseu Paraense Emilio Goeldi - MPEG
E-mailmcoelho@museu-goeldi.br
Página-
Telefone(91) 3217-6074
Descrição
O Laboratório de Etnobotânica e Botânica Econômica é um
espaço tanto para registro e análise de informações sobre
espécies vegetais de importância cultural e econômica,
oriundas de pesquisas conduzidas junto às comunidades
amazônicas, aos estabelecimentos comerciais (mercados,
feiras e farmácias), quanto para abrigar o acervo constituído
por amostras vegetais e artefatos coletados durante as
pesquisas de campo. Tem por objetivos contribuir para
documentar informações sobre o patrimônio material e
imaterial associado às plantas, especialmente aquelas de uso
medicinal; apoiar atividades de pesquisa científica e
tecnológica envolvendo plantas amazônicas
(desenvolvimento e certificação de fitoterápicos e
fitofármacos); e contribuir para a formação de recursos
humanos nos níveis de IC, Mestrado e Doutorado. Atualmente,
desenvolve atividades em cooperação com pesquisadores da
Coordenação de Ciências Humanas – Antropologia e
Arqueologia, visando reforçar a participação indígena e a
inclusão das perspectivas indígenas na compreensão dos
processos socioculturais e ambientais embutidos nas relações
Homem-plantas, bem como entender as contribuições e
impactos das populações pretéritas na flora e nas paisagens
atuais. Para tanto conta com a atuação e expertise de um
pesquisador do Programa de Capacitação Institucional (PCI)
do MPEG.
O laboratório dispõe de uma coleção biocultural, com
destaque para a coleção de referência de drogas vegetais
amazônicas, cujo processo de cadastramento como fiel
depositária junto ao CGEN está em andamento. A coleção em
sua totalidade dá suporte às diferentes abordagens
empreendidas nas pesquisas desenvolvidas pela equipe do
laboratório.
A área do Laboratório de Etnobotânica e Botânica Econômica
é de aproximadamente 60 m2, contando com bancada, dois
(02) armários expositores de madeira e onze (11) armários
de metal; e uma (01) sala de estudos (pesquisadores e
estagiários).
Equipamento: um desumidificador, cinco computadores, uma
máquina fotográfica, dois gravadores digitais, um freezer.
Responsáveis
Márlia Coelho-Ferreira
Pedro Glécio Costa Lima.
Parceiros